Do que sou e do que tenho

soul

Eu não sou um carro, tampouco a roupa que visto.
Não sou o celular, o carro, a TV. Nada disso.
Também não sou meu emprego, o cargo que ocupo e nem o que faço.
E, pasme, não sou meu corpo.
Tudo isso eu tenho.
E como ter é diferente de ser!
Quer saber o que sou?
Sou os livros que leio, os filmes que vejo, as músicas que ouço.
Sou minhas risadas, minhas tiradas. Sou minhas lágrimas.
Sou os abraços que dou, os carinhos que entrego.
Sou minhas palavras, faladas, escritas ou caladas.
Sou meus pais, meus irmãos, meus amigos.
Sou rica, de possibilidades infinitas.
Sou meus sonhos, minhas conquistas.
Sou o caminho que trilho.
Sou, enfim.
E muito mais do que tenho, é isso que realmente importa em mim.

***

Tenho falado muito aqui no blog sobre minha luta contra a obesidade, minha busca por uma vida de qualidade. Mas, como eu disse ali em cima, isso não sou eu. Essa é a vida que eu tenho, nesse momento.

Claro que ter um corpo legal é bacana. Faz bem pra cabeça e até pro coração. Mas a questão aqui é deixar claro: eu hoje tenho um corpo cada vez mais legal (pra mim), só que eu não sou esse corpo. Como diria C.S.Lewis, eu não sou um corpo, eu sou uma alma que tem um corpo!

Alma essa que ama ler, escrever. Que curte um almoço com os amigos, umas boas risadas e bons filmes. Que também ama dormir nos finais de semana e sabe curtir uma solidão quando necessário. Que sonha (e como!) e procura realizar.

E assim como eu sou tudo isso (e muito mais), você também é. Então simbora tentar colocar as coisas sob uma perspectiva correta, valorizando o que realmente importa. Porque o que a gente tem acaba logo. Mas o que a gente é, pode durar pra sempre!

***

Esse post foi inspirado nesses textos aqui e aqui da Renata. Leiam, leiam e leiam!

Um pensamento sobre “Do que sou e do que tenho

  1. Incrível é o quanto as pessoas acham que são o que tem.
    O carro, o dinheiro, o corpo… são só objetos de uso.
    A alma, o que pensa, o que fala, o que ri. Isso é essencia,
    isso é o que somos. E é tão pouco valorizado, inclusive por nós mesmas. Cada dia estamos mais próximos de sermos maquinas, e perdendo as alegrias e o cultivo dessa alma =/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s