Não desista

linha de chegada

O mundo está cheio de sonhos abandonados, de promessas pelo caminho, de desejos não concretizados. Sonhos, promessas e desejos estes que, na verdade, nasceram para acontecer e simplesmente não o fizeram porque aqueles que deveriam cuidar deles simplesmente os deixaram pelo caminho.

E esse abandono normalmente tem uma mesma explicação: quando a coisa aperta, quando tudo parece difícil, quando as reviravoltas acontecem, muita gente simplesmente olha pro sonhos, pra promessa e pro desejo e, sem sequer dizer adeus, os abandona, correndo atrás de outras coisas ou simplesmente se consolando com a frase: “Ah, não era pra ser!”

Só que sim, era pra ser. Sim, era pra acontecer. Bastava que o esforço fosse um pouquinho maior. Que a persistência aparecesse. Que a insistência se estendesse um pouco mais. Bastava, enfim, que aquela empolgação do começo se entendesse pelo meio e alcançasse o fim.

Nenhum atleta profissional se sente completo e satisfeito quando apenas começa bem. Não é normal ver pela TV um nadador comemorando a sua excelente saída. O que se comemora é o desenvolvimento da prova e, claro, o seu fim. Não existem medalhas para aqueles que começam bem. As medalhas são destinadas àqueles que deram o seu melhor e completaram o que tinham se proposto.

Até mesmo nas corridas onde todos ganham medalhas. Ou melhor, na verdade, as medalhas são destinadas aqueles que completam a prova. Nesse caso, não importa a colocação. Você é premiado por ter ido até o fim. Por não ter desistido, por ter insistido. Você é premiado por não ter abandonado.

Assim, talvez como eu nesses últimos dias, você esteve prestes a abandonar a corrida porque algumas pedras se colocaram no caminho. Ou, quem sabe, porque uma verdadeira montanha se plantou entre você e a linha de chegada. Se isso aconteceu, faça como eu: pegue o equipamento de alpinismo e comece a escalada. E acredite: todo o esforço valerá a pena quando, sorrindo, você finalmente cruzar a linha de chegada!

7 pensamentos sobre “Não desista

  1. Adoro seus textos, Rê! E sim, muitas vezes a gente pensa em desistir. Mas essa é a diferença pra “ganhar medalha”, né? NUNCA desistir. (Já lhe contei que meu filhote está fazendo vestibular pra cursar Letras?). Beijo!

    • Ana, num me contou sobre seu filho não! Q joia!🙂 Então, só ganha medalha quem termina, né? Então, simbora cruzar a linha de chegada! Bju!

  2. E cruzaremos com certeza… não é fácil.. Mas como você disse, mesmo que não falem da largada, que é a parte mais difícil, a partir do momento do meio, em que os resultados aparecem… é que vemos a esperança, e claro, uma hora se seguirmos a prova, o fim tão esperado.

  3. Vamos cruzar a linha de chegada!
    juntas!

    Vi seu post de ontem, parece que está mais animada hoje.
    Que bom!

    Não desista. Prometo não desistir também!

    • Raquel, graças a Deus tou bem melhor. Minha vida ainda tá de cabeça pra baixo, muita coisa em suspenso, mas é isso aí: nada de desistir!🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s