O que tenho a dizer

espelho

Dói, uma dor intensa e aguda. Do que eu podia ter sido e não fui.
Dói, uma dor intensa e profunda. Do que eu podia ter feito e não fiz.
Dói. E dói muito. E dói sempre. Angustiando a mente, dilacerando o coração.
Dói. E o corpo sente. E o corpo mente. E engana a gente.
Dói. No passado e no presente. E num futuro ainda ausente.
Dói. Com intensidade e profundidade. E tão ridiculamente, que chega a rimar.
Dói. De tal forma e de tal jeito, que nenhuma palavra consegue expressar.
Dói. Tão densamente que as lágrimas pesam e não consegue rolar.
Dói. Dói. Dói.
Dói simplesmente.

***

Muita coisa acontecendo e, ao mesmo tempo, nada de realmente relevante. Só uma angústia e uma tristeza no peito que não vão embora de jeito nenhum. Como esse não é um espaço pra mimimi, tenho pensado e repensado sobre o que postar e como postar. Mas, mesmo assim, resolvi colocar o texto acima que resume um pouco o nó na garganta que tem tomado conta de mim.

Vai passar, eu sei. Não há noite que dure, nem tempestades eternas. Mas, nesse momento, dói. E isso é tudo o que tenho a dizer.

Um pensamento sobre “O que tenho a dizer

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s