Decida-se

Depois de ler esse post aqui da Milena, fiquei pensando naquilo que a gente consegue fazer simplesmente quando decide que vai fazer. E, depois de algo chato que me aconteceu também ontem, senti na pele como isso é verdade.

Ontem à noite tive o retrovisor do meu carro arrancado num ato de vandalismo. Não, não foi um barbeiro quem bateu e o arrancou. Foi um vândalo mesmo. E, quando cheguei em casa  e liguei pro meu pai (ele mora em Brasília e eu em Goiânia) perguntando quanto custaria um retrovisor, tive um momento de descontrole puro e simples. Fiquei simplesmente transtornada de imaginar que eu teria que pagar 200 reais por algo que não me dizia respeito. Que eu teria, enfim, que pagar a conta do alheio.

O dia tinha tudo para terminar azedo e contaminar o resto da semana. Até que decidi atender ao convite de uma amiga e fui caminhar/correr. Até que decidi olhar pra frente e menos pra trás. Até que decidi que o episódio não iria influenciar meu humor. Até que decidi que, apesar do que me façam, no final das contas sou eu quem irei determinar o que vou sentir ou como vou agir.

Claro que liberar endorfina também ajudou a melhorar o humor (fica a dica). E que a boa companhia da Tati fez toda a diferença. Mas a decisão de não me deixar abalar foi determinante pra que hoje eu tocasse a vida da melhor maneira possível.

Diante disso, fiquei pensando em como a simples decisão pode mudar a vida da gente. E pra melhor. Quando decidimos nos manter firmes na dieta e não nos render àquele docinho que parece nos chamar pelo nome. Quando decidimos ser educados com aquela pessoa difícil que cruza o caminho da gente. Quando decidimos continuar em frente apesar da dor e mesmo do sofrimento. Quando decidimos pela superação e não pela murmuração. Quando decidimos nos manter firme em algo que parece loucura pros outros, mas pra nós faz todo o sentido. Quando decidimos que nós é quem vamos controlar as nossas emoções, e não o contrário.

Assim, no dia de hoje, acredite: quando você decide, as coisas acontecem. Quando você decide, você caminha. Quando você decide, você descobre que não é impossível e vai lá e faz!

Anúncios

11 pensamentos sobre “Decida-se

  1. Rê!! Isso é lindo.
    Decidir é viver. A dúvida sempre gera dor e ansiedade.
    Estamos treinados para negar tudo que nos traz dor e nos tira da nossa zona de conforto. Tudo isso chamamos de coisas ruins, mas nestas coisas ruins esta ótimas oportunidades para o nosso crescimento. Bjokas

    • Exatamente, Lidi! Crescer dói. Mas é inevitável e inadiável. Assim, decidamos ser felizes apesar de tudo e no meio de tudo! 🙂

  2. Deus é tão bom que nem leva em conta os nossos resmungos e muchochos. Creio que qdo reclamamos, Ele diz: Filho espere um pouco e tudo vai mudar e voce voltara a sorrir. gerson

    • Pai, Deus é q nem vc: pacientíssimo com essa filha aqui. Tá, Ele é mais. Mas Ele é Deus, né? Minha expectativa é q muito em breve, quem sabe no próximo dissabor, eu consiga decidir sorrir sem precisar me descontrolar. Estou trabalhando pra isso! 🙂

  3. Rê, querida, vc se descontrolou, se sentiu injustiçada, experimentou o amargor em uma situação. Mas e daí, qual é o problema disso? São reações humanas e ninguém melhor que Jesus para entender a nossa humanidade falha e carente de mudanças, né? Nós é que nos cobramos para crescermos, amadurecermos, mudarmos, Ele não, Ele simplesmente entende, acolhe, abraça e nos ajuda rumo ao próximo passo! =)

    Um dia desses alguém me disse que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Não podemos evitar as tragédias, as perdas e os dias maus, mas como reagimos a isso tudo é que é o pulo do gato. O cachorro cresce de acordo com o alimento que dermos a ele, já ouviu essa história? rsss

    O post foi lindo e muito encorajador! Sempre que acesso seu blog tenho a certeza de que terminarei cada leitura me sentindo melhor do que qdo comecei, que terei a porção necessária para aquele dia e que sairei daqui alimentada pelo bom maná. E assim tem sido.

    Deus te abençoe! Bjos! =**

    • Caty, brigada amore! Fico feliz demais q minhas palavras sirvam pra edificar vc. Hj li algo na bíblia, em Ef 4.29, na versão A mensagem, que mexeu MUITO comigo. Diz assim: “cada palavra de vcs deve ser um presente”. E eu, como uma amante das palavras, tenho desejado isso a cada dia. Falto colocar lacinhos em cada post. E o q acho mais bacana é q, primeiro, as palavras falam comigo. E como falam! Pra depois falarem com vcs. Qnto à minha reação, concordo plenamente com vc: foi humana! rs… E vai continuar sendo. Mas, apesar disso, quero diminuir um pouco meus arroubos. É o q diz Salmos 37.8 (tb A Mensagem): “Refreie sua ira, jogue fora sua raiva, esfrie a cabeça – a ansiedade só atrapalha as coisa”. Bju!

  4. Sim, sim, vc está certíssima! A raiva existe, é humana, mas precisa ser refreada senão destempera tudo. É aquela história do cachorro e seu alimento que comentei anteriormente, rs. Menos nós e mais Ele em nós (João 3:30).

    Bjoca! =**

  5. Ta faltando um pouco de garra pra decidir não deixar a segunda ruim me atrapalhar nesta semana que eu quero estar feliz por ser do meu aniversário, então resolvi por minha leitura do seu blog em dia. Está funcionando. 🙂

    • É isso aí, Mel! A segunda pode ter sido chata, mas nada q atrapalhe o resto da semana! Q, com certeza, vai ser fantástica! :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s