Foco, Renata, foco!

Na segunda-feira voltei à nutri e, finalmente, peguei minha dieta. De cara, confesso que me assustei com a quantidade de comida. Não porque era pouca. E sim porque era muita comida! Como ela me disse em nossa primeira consulta, um dos motivos de eu não emagrecer era mesmo o fato de comer bem menos do que deveria. E, ao ver a dieta ali, na minha frente, percebi que ela estava certíssima.

Agora, no período da tarde, ao invés de um lanche, tenho dois. Isso mesmo. E, no segundo, que acontece às 18h, tenho direito a uma porção de pão – o que, em termos dietísticos, equivale a duas fatias de pão integral. Fora isso, pela manhã a quantidade de carboidrato também está maior do que eu estava acostumada. E tive que voltar a tomar leite, o que eu não fazia há um bom tempo por conta de uma leve intolerância à lactose.

E, pro meu organismo não se acostumar com a dieta, tenho dois modelos a seguir: o de 1500 calorias pros dias com atividade física e o de 1200 para os dias sem (especialmente os finais de semana). A diferença crucial entre os dois está no período noturno, já que no dia de 1200 calorias não há arroz e feijão no jantar e nem ceia.

Depois de cinco dias seguindo à risca o cardápio, posso dizer que estou praticamente adaptada. E muito, mas muito focada. Sei que são as pequenas concessões, as raposinhas, que sempre me derrubam. Por isso decidi seguir radicalmente a dieta, sem abrir brechas pra nada que não esteja devidamente especificado. Ontem, por exemplo, à noite, senti uma fome quase incontrolável. Como não tinha feito exercícios, não tinha direito à ceia. Estava pronta a ceder quando espantei as raposinhas e fui deitar. Com fome.

Apesar desse pequeno momento estômago descontrol, posso dizer que a adaptação tem sido tranquila. Especialmente porque, na maior parte do tempo, eu como mais do que comia antes e nem seria louca de reclamar por conta disso!

A única coisa que ainda não consegui seguir à risca foi a ordem de não me pesar, a não ser na próxima consulta. Pra quem, como eu, se pesava todos os dias, pesar a cada trinta dias é uma tortura. Assim, vou começar pesando duas vezes por semana (às segundas e sextas), depois apenas uma (às segundas) pra, quem sabe, chegar a uma vez a cada quinze dias – o que, pra mim, já seria um avanço imenso!

Nesses primeiros cinco dias, eliminei 2,6kg! Depois de um tempão sem perder uma grama ou ficar brincando de iô-iô, tou muito feliz com o resultado.  Principalmente porque a meta colocada pela nutri é perder 4kg nesse primeiro mês. Ou seja, tou quase lá e ainda não cheguei à primeira semana de dieta! Estrelinhas pra mim!

Claro que sei que a perda de peso maior é nos primeiros dias e tudo mais, por isso, muito mais do que eliminar 4kg, a meta desse mês é manter o foco, espantar as raposinhas e seguir em frente! 😉

Anúncios

8 pensamentos sobre “Foco, Renata, foco!

  1. É isso aí….to precisando espantar as raposinhas mas elas ainda insistem em permanecer por perto!!! a questão é manter o foco!!!

    • Saroca, fácil não é. Mas é o que eu disse aqui mesmo no blog: se a gente quer ver os frutos, precisa mesmo espantar as raposinhas do jardim qndo as flores aparecem! Então, minha amiga, simbora ficar de vigia e espantar as danadas! Bju!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s