Fora do balaio ou um poeminha pra esse dia

Somos mães, esposas, filhas.
Somos namoradas, amigas.
Ou não.
Somos simples solteiras convictas.
Somos magras, gostosas.
Somos gordas apetitosas.
Não estamos nem aí pra aparência.
Ou não.
Não estamos nem aí pra essência.
Queremos colo, dengo.
Queremos chamego.
Ou não.
Queremos distância.
Respeito ao nosso espaço.
Se ele é invadido, não espere um mínimo de tolerância.
Somos o que queremos ser.
Ou não.
Somos o que querem que sejamos.
Com os cabelos arrumados.
O corpo ajeitado.
O terno bem passado.
A imagem do sucesso.
Ou não.
Somos um verdadeiro fracasso.
Com o coração aos pedaços.
A mente em frangalhos.
E o corpo em retalhos.
Ou não.
Mulherzinha. Mulherão.
Não importa.
Somos simplesmente humanas.
Com defeitos, qualidades.
Com sonhos, medos.
Então, não nos coloque em um balaio.
Porque somos muitas e únicas.
E qualquer que seja o balaio, com certeza ele não nos comporta.

4 pensamentos sobre “Fora do balaio ou um poeminha pra esse dia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s