O domador

A cabeça procura um lugar
onde o coração não está
passeia por todas as direções
segue em todos os rumos
desvia-se de cheiros
evita as lembranças
mas, mesmo quando se cansa
consegue ouvir o danado do pulsar
corre, viaja
passeia por todas as direções
segue em todos os rumos
mas não há pouso seguro
em todos os lugares
lá está o coração
ditando sentimentos
sufocando a razão
exausta, a mente se rende
e resolve se entregar
não sem protestar, claro
mas o que se há de fazer
quando ele invade todos os lugares,
impondo sua presença?
O que se há de fazer
quando ele nada respeita
e se põe logo a se intrometer
em tudo o que se possa ver?
O jeito é mesmo se entregar
e se deixar, enfim, pelo coração domar.

2 pensamentos sobre “O domador

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s