Pelo direito de acreditar

Sim, eu tenho o direito de acreditar
Que o mundo será melhor
Que as pessoas serão melhores
Que eu serei melhor

Sim, eu tenho o direito de acreditar
No outro
Em mim
Em todos

Sim, eu tenho o direito de acreditar
Que mudar é possível – além de preciso
Que transformar é preciso – além de possível
Que o impossível é uma palavra que inventamos pra dizer que não é preciso

Sim, eu tenho o direito de acreditar
Que sonhar vale a pena
Que realizar vale a pena
Que tudo vale a pena se a alma não é pequena

Sim, eu tenho o direito de acreditar
Que a o sonho cria a realidade
Que a realidade pode ser um sonho
Que sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é o início de uma grande transformação

Sim, eu tenho o direito de acreditar
No brilho nos olhos
No sorriso na boca
Nas borboletas no estômago

Sim, eu tenho o direito de acreditar
Em Ghandi e na vitória da paz
Em Luther King e nos direitos iguais
Em Madre Tereza e na infinita capacidade de amar

Sim, eu tenho o direito de acreditar
Mesmo que a fome aos olhos salte
Mesmo que a violência me assalte
Mesmo que a tristeza suas cores ressalte

Sim, eu tenho o direito de acreditar
Sendo ou não idealista
Sendo ou não otimista
Mesmo que me chamem de pouco realista

Sim, eu tenho o direito de acreditar
E vou lutar por ele até o fim
Afinal, vivo porque acredito
Acredito porque vivo, enfim

Anúncios

4 pensamentos sobre “Pelo direito de acreditar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s